top of page
Acima das nuvens

Blog

Natal: veja como é a comemoração em outros países

Estar em outro país na época de Natal é a sua chance de participar de diferentes tradições, provar pratos típicos e comemorar com seus amigos estudantes do mundo todo.

Quer saber como as pessoas pelo mundo comemoram o Natal? Aqui, reunimos informações sobre as tradições natalinas nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Irlanda.


EUA e Canadá

Os americanos começam a entrar no espírito natalino assim que o Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças) acaba, no final de novembro. O sentimento de gratidão segue até o dia de Natal – as famílias e amigos se reúnem para uma refeição em comunhão.

Nos Estados Unidos, o almoço do dia 25 de dezembro é muito mais importante do que a ceia do dia 24. Peru de Natal, purê de batata e torta de abóbora são alguns dos pratos tradicionais do almoço de Natal americano.

Nos Estados Unidos, apesar de também falarem “Merry Christmas”, as pessoas costumam dizer “Happy Holidays”, uma forma mais genérica de desejar “boas festas” para evitar ofender quem não é de uma religião cristã.

As tradições do Natal no Canadá são bem similares às dos Estados Unidos. No entanto, como o Canadá é um país que celebra o multiculturalismo, há uma mistura de celebrações nesse período do ano (que é inverno no Hemisfério Norte). As cidades canadenses, especialmente as metrópoles como Toronto, Ottawa e Vancouver, têm festivais de luzes natalinas e desfiles temáticos, além de uma grande árvore de Natal em um local central. A maioria das cidades do Canadá também tem algum ringue de patinação no gelo durante essa época.


Reino Unido

O Reino Unido e os Estados Unidos têm em comum a época de compras de presentes e o lado comercial do Natal. No entanto, também existem algumas tradições exclusivas britânicas.

Uma delas são os Christmas crakers, enfeites “explosivos” de Natal. Você e outra pessoa devem segurar as pontas opostas e puxá-las até que estourem (não se preocupe, não é perigoso e o barulho não é tão alto). Quem ficar com a maior parte do cracker é o “vencedor”. Dentro há uma coroa de papel, um brinquedo ou presente pequeno e/ou um papelzinho com uma piada.

Outra tradição britânica é assistir ao Discurso da Rainha (hoje, o Rei) na televisão, uma mensagem gravada pela rainha e transmitida à tarde no dia 25 de dezembro, após o almoço. O discurso é assistido por milhões no país todo. Nele, a/o monarca reflete sobre os últimos 12 meses e compartilha os seus desejos para o próximo ano. Atualmente, o discurso será feito pelo Rei Charles e existe uma grande expectativa sobre ele!


Austrália

O Natal na Austrália tem algo parecido com o Brasil: ele também acontece no verão! Ao invés de se sentar ao redor de uma lareira dentro de casa para fugir do frio, os australianos vão à praia. Por causa do clima mais quente, é mais comum servir pratos frios na ceia de Natal.

A partida de críquete do Boxing Day, dia seguinte ao Natal, é uma grande tradição na Austrália. As famílias se reúnem em frente à televisão para assistir ao jogo. Ou então vão para o quintal, jardim, parque público ou praia para jogar a sua própria partida de críquete.

Além disso, os campos de críquete por toda a Austrália, por mais de 70 anos, têm recebido concertos temáticos natalinos chamados Carols by Candlelight na véspera de Natal, com bandas ao vivo tocando várias canções de Natal. O maior show atual ocorre no Sidney Myer Music Bowl em Melbourne.


Nova Zelândia

O Natal também acontece bem no meio do verão na Nova Zelândia, então é comum passar as férias de final de ano e, consequentemente, a ceia de Natal na praia ou em “casas de férias” chamadas de baches.

As cores natalinas têm significados especiais na Nova Zelândia:

  • Vermelho: as flores vermelhas das Pōhutukawa trees, árvores-de-fogo típicas da Nova Zelândia

  • Verde: a exuberante folhagem tropical que floresce no verão da Nova Zelândia

  • Branco: a areia das praias neozelandesas

Inclusive, apesar de várias famílias terem um pinheiro de Natal, como é mais comum pelo mundo, a Pōhutukawa é a árvore símbolo natalino na Nova Zelândia.


Irlanda

Na Irlanda, a véspera do Natal, dia 24 de dezembro, é tradicionalmente um dia para as pessoas voltarem de Dublin ou do exterior para suas cidades natais e passar a data com a família. Na ceia, famílias e vizinhos se reúnem em casa ou nos pubs locais, que normalmente fecham mais cedo na véspera de Natal.

Ao longo do mês de dezembro, acontecem as tradicionais feiras de Natal (que, inclusive, também estão presentes em outros países, como no Reino Unido), que são como feiras artesanais de rua, mas com decoração, músicas e produtos temáticos natalinos. Um dos mais bonitos Christmas markets da Irlanda é o de Belfast em frente ao City Hall.



Já pensou em viver o intercâmbio nessa época mágica? Chame um de nossos consultores clicando aqui para te ajudar a planejar seu intercâmbio!

5 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page