Felipe em Londres, Inglaterra

27/07/2013, Comentários: Comments Off

Minhas férias de janeiro de 2012 foram indiscutivelmente fantásticas em Londres. A cidade é linda, limpa e acolhedora. Apesar do senso comum de que os ingleses são sérios demais, felizmente, tenho que discordar, pois, tudo que precisei sempre encontrei uma pessoa pronta para ajudar e me passar as informações que necessitava.

Procurei andar sempre de ônibus para conhecer um pouco mais a cidade. Já fica a minha dica para quem for para lá: ônibus é muuuito melhor que andar de metrô! Eles são em grande quantidade, portanto, não é necessário ficar esperando demais nas paradas, sem contar que, cada nova parada é anunciada e mostrada em um painel no teto do ônibus. Enfim, impossível se perder ou esquecer de descer no ponto correto.

A Oxford Street é imensa e convidativa para gastar vááárias libras. Minha outra dica é andar bastante, só assim você conhecerá cada pedacinho da cidade e, por incrível que pareça, você não cansa. Portanto, ande, ande e ande.

Os Black Cabs estão por toda parte e na hora que você quiser, mas são extremamente caros se deseja ir de um ponto a outro da cidade.

A minha Host foi maravilhosa. Fiquei em uma casa no bairro Hackney, localizada na zona 2, somente eu e Ms. Gordon na casa. Sinto muitas saudades dela, uma pessoa maravilhosa, fazia de tudo para mim, qualquer comida que eu falasse que gostava, ela procurava fazer. Fiquei muito triste e muito emocionado quando me despedi, pois ela foi, realmente, como a minha verdadeira mãe no Brasil.

A Europa instiga você a conhecer outros países. Foi o que fiz, fui para Paris de trem e de avião para a Alemanha. Tive o prazer de conhecer os principais pontos turísticos de cada cidade em cada país que visitei. O trem é o melhor método para ir para Paris, as paisagens são encantadoras quando a cidade vai se aproximando.

Tenho que agradecer a Just pela companhia na preparação da minha viagem e na realização de um dos meus sonhos. Foi uma viagem que jamais esquecerei. Indubitavelmente não tenho nada que desabone o profissionalismo da equipe da Just Sorocaba. Realmente, tenho que concordar que o mundo passou a ser pequeno para mim.

Abraços,
Felipe.